(51) 991.612.101

A técnica Mindfulness traz muitos benefícios para saúde

A prática de Mindfulness que utiliza os princípios milenares de meditação vem sendo aplicada para auxiliar no emagrecimento e melhorar a qualidade de vida das pessoas.

Em tempos que precisamos ser multitarefas e vivenciamos um bombardeio de informações diárias torna-se cada vez mais difícil concentrar numa única atividade. O aqui e agora está se tornando uma raridade. Para ajudar a superar essa realidade, a técnica de Mindfulness vem ganhando cada vez mais adeptos.

O Mindfulness ou atenção plena ou ainda consciência plena é um estado mental de controle sobre a capacidade de se concentrar nas experiências, atividades e sensações do presente. Especialistas tem recomendado como um grande aliado para ajudar em diversas questões como melhorar o desempenho e produtividade no trabalho, aliviar o estresse e ansiedade, emagrecimento.

A técnica de Mindfulness tem como base as práticas milenares de meditação budista. O cientista e médico norte-americano Jon Kabat-Zinn praticante de meditação zen budista, desenvolveu o primeiro programa de Consciência Plena em 1979, na Escola de Medicina da Universidade de Massachussets e obteve muito sucesso em pacientes com dor crônica e quadro de estresse. Até então, a própria escola havia reconhecido que tratamentos convencionais não alcançavam os efeitos esperados nesse grupo. O programa com duração de 8 semanas, foi chamado de Redução de Estresse de Mindfulness, em inglês Mindfulness Based Stress Reduction (MBSR), e tinha como objetivo proporcionar o estado de mente presente, centrada no aqui e agora de maneira que as práticas meditativas não tivessem relação com crenças religiosas. Também fundou o Centro de Mindfulness em Medicina, Saúde e Sociedade em 1995.

Praticar a meditação Mindfulness não é complicado e traz vários benefícios. A ideia é concentrar e vivenciar o momento presente. Uma maneira é sentar por alguns minutos concentrando e focando a mente como uma âncora. À medida em que a mente se distrai através de pensamentos ou julgamentos retorna-se o foco da atenção para a âncora. Utiliza-se técnicas como respiração e movimentos corporais com atenção plena. A prática em contato com o corpo pode ajudar a desenvolver inteligência emocional. Que seria manter a concentração e o foco da atenção para a atividade principal sendo vivenciada. Dessa maneira é possível perceber por ex. quando se está ansioso quais as sensações corporais vivenciadas naquele momento e como impacta nos pensamentos. A técnica ajuda no autoconhecimento ajudando a tomar consciência de ações por impulso.

O Mindfulness vem sendo aplicado com sucesso em diversas áreas. A prática pode ser utilizada inclusive na alimentação para emagrecer. Estresse e sobrepeso vêm aumentando de forma alarmante e afetando a vida das pessoas gradativa e silenciosamente. Já foi comprovado cientificamente que a técnica Mindful Eating (alimentação consciente) é eficaz para o emagrecimento e melhoria da qualidade de vida. Praticar Mindfulness contribui com o tratamento de desordens emocionais como depressão e estresse, fatores que contribuem com o ato de comer compulsivo. O Mindful Eating não é uma dieta, pois não se trata dos alimentos que consumimos e sim da forma como encaramos o momento da refeição. Utiliza os princípios da meditação para as refeições (atenção plena durante a refeição) ajudando a percepção das sensações de quando se tem fome ou não. Ou seja, conseguir identificar se o organismo realmente está com fome. O método ajuda a melhorar o relacionamento com a comida no que diz respeito as escolhas conscientes e não movidas pela compulsão.

O Mindful Eating para ter eficácia é necessário que a pessoa se concentre durante o momento das refeições, mantendo o foco sem distrações. O ideal é evitar qualquer tipo de distração como televisão, computador ou celular. A atenção deve ser voltada para a comida e sentir todo o processo da escolha do alimento. Nesse momento deve-se vivenciar e integrar todos os sentidos visão, tato, audição, olfato, paladar. Desde a escolha dos alimentos, as cores, quantidade, cheiro e o sabor. Comer devagar mastigando lentamente e saboreando os alimentos ajuda na digestão, saciedade e consequentemente na compulsão alimentar. Quando a pessoa está concentrada e focada na refeição consegue perceber se a sua fome é física ou emocional. Dessa forma é possível diminuir a compulsão e impulso de “atacar” mais comida sem estar devidamente com fome. Identificar os sinais corporais de saciedade é um grande passo para melhorar o relacionamento com a comida e viver de forma mais saudável.

Profissionais da área médica estão utilizando o método para auxiliar os pacientes na perda de peso. O Dr. Filippo Pedrinola, Endocrinologista, tem obtido resultados positivos utilizando a ferramenta nos programas de emagrecimento através da Psicóloga Juliana Orrico. E ressalta, a importância de aprender a respirar corretamente , se conectar e estimular os sentidos durante a refeição para que se possa estar presente com atenção plena naquele momento. “A respiração é a ponte entre o meio interno e externo. Aprender a respirar com respiração mais profunda e diafragmática estimula o relaxamento.” Ele reforça a importância da união entre mente e o corpo para a conquista da saúde e da felicidade.

O interessante é que após o aprendizado os exercícios podem ser feitos em qualquer lugar e a qualquer hora. Existem inclusive aplicativos para auxiliar na prática.

Fonte: Dino