(51) 991.612.101

O Visagismo – Conceito de beleza segundo o Visagismo, harmonia e estética

No livro ‘Visagismo Acadêmico’, o professor de Visagismo Acadêmico e Virtual Robson Trindade realizou uma pesquisa sobre os conceitos de beleza através dos tempos e de cada cultura

As pessoas querem ser felizes, ter poder ser bem-sucedidas social e economicamente, e a beleza é a representação externa e estética dessa felicidade, poder e sucesso, relata o professor de Visagismo Acadêmico e Virtual Robson Trindade http://educacaovisagismoeprojetos.com.br/parceiros/robson-trindade/ .

Os conceito de beleza se modifica drasticamente de uma cultura para outra e também através dos tempos.

No livro ‘Visagismo Acadêmico’ http://educacaovisagismoeprojetos.com.br/livros/visagismo-academico/ , o professor Robson Trindade pesquisou largamente sobre esse assunto e um trecho do resultado podemos ler a seguir.

“Segundo Diller e Muir-Sukenick, terapeutas e ex-modelos norte-americanas, embora se procure consolo no velho ditado que afirma que “a beleza está nos olhos de quem a vê”, a beleza funciona como uma moeda, um poder e uma vitalidade no mundo de hoje.

A busca pela beleza − um conceito subjetivo, cujos padrões mudam ao longo da história junto com as tendências e modas e diferem de um povo para outro − é consequência, muitas vezes, da valorização dada a ela pelo mercado de trabalho e pela sociedade.

Embora as pessoas escolham suas profissões com base nas suas habilidades, no seu talento, na remuneração, na cumplicidade, na simpatia e em outros interesses diversos, o mercado de trabalho recompensa a boa aparência por ela representar um contraste.

Por conta disso segundo Hamermesh obviamente pessoas com belezas diferenciadas procuram escolher
profissões que premiem essa beleza com mais sucesso ou com remuneração maior, o que lhes dará mais felicidade.

O Visagismo, contrapondo-se a isso, sustenta que a beleza é a harmonia entre o que a pessoa é e o que ela demonstra exteriormente através de sua imagem.”

Fonte: Dino