(51) 991.612.101

Imagem bem trabalhada abre caminhos para o sucesso no mercado

Empresas reconhecem que visual de seus profissionais influencia diretamente nos resultados e proporciona maior confiança e credibilidade

A aparência visual adequada ao perfil do ambiente de trabalho é um dos pontos essenciais a serem considerados pelo profissional que busca um lugar no mercado. A imagem transmitida nos primeiros dez segundos de contato no momento de uma contratação é suficiente para que o empregador tire praticamente todas as impressões necessárias sobre o candidato ao cargo. Essa preocupação tem levado muitos empresários a recorrerem a um serviço direcionado de consultoria de imagem.

Estudos comprovam que 55% do contato inicial entre indivíduos são baseados na aparência, 38% no tom de voz e 7% no que diz. “É muito importante que a imagem do funcionário esteja bem alinhada com a da empresa, levando sempre em consideração a função que ocupa e o grau de formalidade da organização”, revela a consultora de imagem, Bianca Ladeia. Há oito anos a especialista orienta pessoas a atingirem autoconfiança e credibilidade por meio de uma aparência bem trabalhada que vai facilitar a vida e abrir portas no mercado de trabalho. “Confiante, este profissional estará com a autoestima elevada, o que irá impactar diretamente no desempenho de suas funções”, explica.

A médica angiologista e cirurgiã vascular Lívia Lyra é um bom exemplo de uma pessoa que atingiu maturidade na carreira, mas sentia que seu visual estava desalinhado com o momento que vivia e decidiu procurar pela consultoria de imagem. “Sinto que a forma como nos apresentamos causa extremo impacto em nosso meio profissional. Mais do que simplesmente passar uma boa imagem, resgata a postura e autoconfiança de quem passa pelo processo, além de trazer grande impacto no relacionamento com clientes e dentro da empresa”, explica Lívia.

Ao procurar por Bianca, a médica conhecia os resultados mas pouco sabia sobre o processo para mudar a aparência visual. “Por meio de entrevistas, imagens e longas conversas, ela conseguiu captar de forma muito sensível a minha essência e alinhar com a imagem que eu queria passar. Tivemos a etapa de limpeza do guarda-roupa, de entender meu corpo e como me valorizar usando determinadas peças e cores. Fomos às compras, que foram divertidas e bem inteligentes. Aos poucos, o guarda-roupa foi tomando nova forma. E o mais engraçado: veio com uma mudança de postura de vida, autoestima e brilho no olhar”, conta animada.

Todo este trabalho é amplo e personalizado. “Trata-se de um processo desenvolvido de acordo com as expectativas e necessidades de cada cliente. Uma análise bem detalhada é feita para compreender a essência do indivíduo e o que ele quer transmitir, pois não adianta transformá-lo em algo completamente diferente de sua personalidade. Uma coisa reflete a outra”, conclui Bianca Ladeia. O trabalho de roupas, cabelo, maquiagem, pele, estilos de vida e pessoal, tudo é cuidadosamente analisado e adequado ao exigido ao novo perfil, extraindo o melhor de cada pessoa. A consultoria inclui ainda dicas de comportamento e etiqueta. “Todas as fases do processo têm como finalidade a construção de uma imagem que satisfaça os objetivos do profissional, respeitando suas características pessoais e mantendo sua identidade”.

Para engenheira Mariana Junqueira, a consultoria de imagem ajudou a lhe dar confiança e a compor um guarda-roupa inteligente, que dispensava gastar horas com a escolha do que vestir. “Passei a me sentir bem com meu corpo, a ser confiante com as roupas que uso, a ter um guarda roupa com peças necessárias para o dia a dia e não aquele monte de roupas que, muitas vezes fica um ou dois anos esperando para serem usadas. Imagem, estilo e moda… É saber se encaixar dentro de um padrão que você gosta e se sente bem e a partir daí usar as tendências da moda a favor do seu estilo”, diz Mariana.

No ambiente corporativo, além do vestuário, o comportamento de cada funcionário deve estar de acordo com a função ou cargo que ocupa. Bianca Ladeia explica que é preciso também considerar a flexibilidade e o grau de formalidade da organização. “Pessoas que aprendem a trabalhar sua imagem tornam-se mais cuidadosas, melhoram sua autoestima e, consequentemente, tornam-se mais confiantes. Passam então a desempenhar suas funções com mais determinação e vontade de crescer, tornando o ambiente de trabalho mais agradável e motivante”.

Fonte: Dino