(51) 991.612.101

A Meditação ganha importância para driblar a ansiedade, a falta de concentração e as perturbações do sono

A sociedade vive o imediatismo com a internet afetando as relações sociais. Com isso, as pessoas estão mais ansiosas, depressivas, tensas, desconcentradas, com insônia e a meditação surge como uma opção dos especialistas na área da Saúde. A Cirurgiã Plástica Dra. Edith Horibe indica esta técnica para o equilíbrio emocional, que deixa a mente relaxada e criativa, principalmente antes dos procedimentos cirúrgicos, tranquilizando os pacientes.

O inverno é convidativo a um cafezinho ou chocolate quente. E por que não tirar alguns minutos para praticar a Meditação? A arte milenar ajuda a tornar a mente mais calma e concentrada, a obter o controle respiratório, além de melhorar a oxigenação e a frequência cardíaca.

Hoje, a sociedade vive o imediatismo com a internet e as relações sociais se baseiam muitas vezes através de um simples clique no computador, para enviar um e-mail, WhatsApp, postar no Facebook, afetando a interação com tudo, seja no trabalho, nos relacionamentos afetivos, nos estudos.

Com o mundo corrido e as demandas instantâneas, as pessoas estão mais ansiosas, depressivas, tensas, muitas vezes com falta de concentração e passam boa parte da noite em claro, sem conseguir dormir.

Segundo a Dra. Edith Horibe, cirurgiã plástica, PhD pela Faculdade de Medicina da USP, expoente em Cosmiatria e Envelhecimento bem-sucedido, esses fatores impedem um melhor desempenho e compromete a qualidade de vida das pessoas, podendo desencadear apreensão e vários sintomas físicos, como sensação de frio na barriga, queimação no estômago, falta de ar, palpitações, dor de cabeça, inquietação, insônia, entre outros.

“Quando a pessoa está nesse estágio, indico a prática da meditação porque contribui para mantê-la num estado de equilíbrio, que a impede de entrar em conflitos emocionais internos. É importante que a respiração seja suave e profunda na hora da meditação”, afirma.

A Dra. Edith Horibe costuma utilizar a técnica da meditação básica para os clientes cirúrgicos e minimamente invasivos, ajudando no relaxamento para o paciente sentir-se bem e tranquilo durante o procedimento. Para a cirurgiã plástica, a meditação ajuda a acelerar a recuperação no pós-operatório e auxilia a digestão alimentar.

O recolhimento é bom, já que com a meditação dá para colocar as ideias em dia. Por isso, muitos têm aderido à nova meditação, o Mindfullness, técnica vinda de universidades dos Estados Unidos e da Europa, que auxilia na saúde e pode ser praticada em casa e até mesmo no trabalho.

O Mindfulness, também chamado de consciência ou atenção plena, é sucesso no Brasil, a meditação é feita através de exercícios de respiração e concentração, não exigindo posições específicas. Ajuda, principalmente, quem começa uma tarefa e não conclui, não sabe como aproveitar bem o dia, se sente cansado, se distrai facilmente, demora para dormir, entre outros problemas, sendo benéfico para a vida como um todo.

O objetivo do Mindfulness é estimular o cérebro a sentir as sensações e os movimentos do corpo em todas as situações. Alguns adeptos dessa prática gostam de meditar logo pela manhã, antes de começar as atividades, outros preferem à tarde ou à noite.

De acordo com a Dra. Edith Horibe, o Mindfulness é importante para que a pessoa esteja mais presente no que está fazendo, no aqui e agora, se concentre melhor, gerencie o tempo com mais qualidade, além de contribuir para a criatividade, já que a mente está relaxada.

A técnica consiste em criar um estado psíquico no qual a pessoa fica atenta aos próprios pensamentos, sensações físicas e emoções sempre no momento presente.

É importante também que as pessoas façam caminhadas, alongamento ou qualquer outra atividade física, tenham uma alimentação equilibrada, pensamentos positivos, apoio de familiares e amigos, meditação e lazer.

Para os que almejam longevidade e saúde com produtividade existe o Programa Gestão de Idade, criado pelos cirurgiões plásticos Dra. Edith Horibe e Dr. Kose Horibe, que propõe uma mudança de estilo de vida supervisionado por médicos que querem preservar a saúde de seus pacientes por uma vida melhor.

O programa é estruturado em 6 pilares fundamentais: 1 – Bem-Estar mental e espiritual, através de técnicas e orientações da física quântica e meditação; 2 – Otimização hormonal – modulação com hormônios bioidênticos; 3 – Alimentação Antienvelhecimento com alimentos funcionais; 4 – Suplementação nutricional; 5 – Exercícios físicos regulares, e 6 – Tratamentos estéticos.

Dica da Dra. Edith Horibe de como meditar:

Existem vários métodos diferentes de meditação, mas o fundamental é a capacidade de acalmar a mente. Deve-se escolher um local silencioso. Depois acomodar-se em uma posição confortável, na qual seja possível permanecer por um bom tempo sem se mover.

Pode-se sentar com as pernas em paralelo ou cruzadas ao estilo oriental. Após, deve-se fazer o relaxamento de todo o corpo. Aí, dá-se início à prática. “Praticando a meditação, criamos espaço e clareza interiores que nos capacitam a controlar nossas mentes, quaisquer que sejam as circunstâncias externas. Uma mente estabilizada está feliz o tempo todo”, explica.

O ideal é que a meditação seja feita diariamente, 20 minutos de manhã e à noite, pois contribui para o funcionamento dos órgãos internos, limpa o campo energético e melhora a saúde física, emocional e mental. “A meditação previne o envelhecimento de maneira positiva, tornando o indivíduo mais jovem por dentro e por fora”, conclui a Dra. Edith Horibe.

Fonte: Dino