(51) 991.612.101

Negócios voltados para moda: opção para quem deseja conquistar espaço no mercado

Venda de roupas e acessórios tem crescido em lojas físicas e virtuais e mostram oportunidades na área

Identificar novas tendências do mundo da moda e conhecer melhor o comportamento do consumidor são os principais caminhos para quem pretende empreender nesse setor. As principais marcas multinacionais do mercado da moda iniciaram a partir da intuição, da percepção e da experiência de vendas de seus fundadores.

Nos anos 1950, Luciano Benetton, um dos fundadores da marca Benetton, percebeu que os consumidores daquela época ansiavam por novas cores em suas roupas. Ao identificar uma demanda não atendida pela indústria de roupas, ele resolveu vender a bicicleta de um de seus irmãos, com o dinheiro comprou uma máquina de costura usada e começou a produzir e vender uma coleção de suéteres para as lojas da região de Vêneto, Itália.

O sucesso das roupas de Luciano Benetton o incentivou a criar uma empresa familiar de moda que, atualmente, está presente em todo o mundo com patrimônios avaliados em quase 2 milhões de euros. Nos tempos atuais, para investir em um negócio de moda e acessórios não é necessário ter muito dinheiro. Geralmente, empresas desse setor começam pequenas com pouco capital investido, mas com muitas ideias, planejamento e vontade de inovar.

O mercado da moda possui uma filosofia própria, sendo necessário perceber o comportamento de cada tipo de consumidor, o seu estilo de vida e o seu nível de relacionamento social. “Cada tipo de cliente pode se identificar com um determinado estilo de roupa, conforme a ocasião e o seu traço cultural e o empreendedor precisa ficar atento a isso”, diz Clebson Ribeiro, Diretor de Marketing
diretor do portal Que roupa eu vou , market place especializado em aluguel de trajes para festas e eventos.

Visão de mercado para o setor de modas

Mesmo em tempos de incertezas econômicas, é possível transformar obstáculos em vantagens competitivas, desde que o empreendedor enxergue as necessidades e desejos de determinado nicho de consumidores.

No Brasil e no mundo, as estampas regionais, as nossas cores e estilos são valorizadas por diferentes estilistas como diferenciais em suas coleções. Perceber o que o consumidor busca e pesquisar as melhores tendências são práticas de mercado presentes nas principais marcas de moda do mundo.

Uma startup de moda, por exemplo, precisa ser ágil, flexível e saber se arriscar a lançar novos estilos mesmo que sejam, inicialmente, considerados imperfeitos. No contexto da geração de valor aplicada no mundo da moda, o produto final pode tornar a vida do cliente mais feliz e mais confortável com aquele tipo de roupa.

Para construir uma marca a partir do zero, é importante compreender que o cliente não compra somente uma roupa, mas um estilo de vida, uma experiência que o satisfaça. Fatores emocionais construídos entre o cliente e a marca são mais fortes do que anúncios e vícios de mercado.

Tem uma ideia interessante? Faça networking

Em setembro de 2017, a São Paulo Fashion Week em sua 44ª edição realizou uma programação especial para 120 gestores e empresários do setor sob o tema “Contextualizar na Moda”, integrando projetos em convênio com o Sebrae para oferecer a abertura de novos mercados, inserindo pequenos negócios no circuito da moda do país.
Em tempos de reposicionamento de produtos e crescimento de lojas online no setor, o Brasil necessita renovar sua rede de investidores e fomentar a formação de novos mercados. Atualmente, o país emprega 2 milhões de pessoas e faturou 42,5 bilhões de dólares no mercado da moda.

“Participar de eventos como esse é fundamental para novos empreendedores da área. Trocar ideias e conhecer o mercado é muito importante”, observa Ribeiro.

E-commerce é boa aposta para o mercado da moda

Empreendedores precisam estar atentos às novas necessidades dos consumidores. Trabalhar com lojas virtuais pode ser interessante para reduzir cursos no início de um negócio.

Por isso, se vai empreender, procure sempre pesquisar sobre seu público-alvo. Tente entender – e atender – seus desejos, oferecendo propostas inovadoras e diferentes.
Assim, você conquista seu espaço no mercado e torna-se conhecido rapidamente.

Website: http://www.queroupaeuvou.com.br/

Fonte: Dino