(51) 991.612.101

Chefe do Departamento de Periodontia e Implantodontia da Universidade da Flórida apresentou novidades em Piracicaba

Rodrigo Neiva veio a convite do colega e parceiro Ricardo Jacob e mostrou novos biomateriais e falou sobre osseodensificação, uma opção menos invasiva de implante

No dia 10 de novembro, aconteceu em Piracicaba, interior de São Paulo, o maior evento da Odontologia da região dos últimos 15 anos: o “Conect – Intercâmbio Científico EUA X Brasil – A Implantodontia Fundamentada em Ciência”. O palestrante, Rodrigo Neiva, que reside nos EUA há quase 15 anos, já foi professor na Universidade de Michigan e hoje é professor e chefe do Departamento de Periodontia e Implantodontia na Universidade da Flórida.

Natural de Curitiba-PR, Neiva foi para os EUA para iniciar sua pós-graduação (MSD e PHD) e lá construiu sua carreira e fixou residência. Hoje, é autor de alguns capítulos de livros e já proferiu palestras em mais de 20 países. Parceiro de Rodrigo Neiva desde 2014, o professor e pesquisador Ricardo Jacob idealizou o evento com o objetivo de trazer à tona todo embasamento científico e esforço e dedicação de inúmeros pesquisadores dentro dessa especialidade tão promissora.

“A implantodontia está cada vez mais prostituída comercialmente. São inúmeros profissionais e clínicas que apelam para diversos tipos de abordagem e propagandas enganosas. Com a palestra de Neiva, meu intuito foi o de mostrar que muita coisa nova está surgindo, muita coisa ainda está para ser descoberta e que milagres não existem!”, afirma Jacob.

Palestras

No período da manhã, Neiva falou sobre técnicas e pesquisas com biomateriais para regeneração óssea, sendo que muitas delas já vêm sendo amplamente utilizadas por profissionais nos EUA, mas ainda não estão disponíveis para a comercialização no Brasil. Muitas dessas, talvez nem cheguem até os nossos profissionais. O TIGRAN, por exemplo, é um biomaterial composto por grânulos de titânio, já bastante utilizado por implantodontistas europeus, mas, provavelmente, não chegará até nós.

“Felizmente, hoje tenho inúmeros amigos, professores e pesquisadores em diversas partes do mundo e tive a oportunidade de utilizar o TIGRAN em uma das pesquisas do meu doutorado”, relata Jacob.

No período da tarde, foi o ápice da palestra do Prof. Neiva, quando ministrou um curso teórico sobre osseodensificação, uma técnica de sua própria autoria.

Ainda pouco conhecida no Brasil, a osseodensificação é uma técnica que, ao contrário das tradicionais, de perfuração óssea, não escava o tecido ósseo. Ela preserva a massa óssea de modo que o tecido seja simultaneamente compactado e autoenxertado de dentro para fora e de fora para dentro simultaneamente, formando uma osteotomia (dissecção cirúrgica de osso) com uma camada densa de tecido ósseo compactado ao longo das suas paredes.

Para tal, faz-se necessário um kit de brocas especiais desenvolvidas por Neiva, em conjunto com outros pesquisadores, cuja patente é mundial e de propriedade exclusiva por dez anos, ou seja, não podem ser copiadas. Dr. Jacob já vem utilizando essas brocas em pesquisas laboratoriais. Segundo ele, a comercialização do kit tem previsão para ser liberada no Brasil apenas em meados de 2019.

A magnitude do evento, que atraiu cerca de 100 pessoas, e a importância do palestrante puderam ser mensuradas pelos inúmeros profissionais que se deslocaram de longe exclusivamente para a palestra. Estiveram presentes profissionais da própria região, de cidades vizinhas, como São José do Rio Preto e Novo Horizonte, bem como implantodontistas e professores dos estados do Paraná, Minas Gerais e Rio de Janeiro.

Parceria que rende frutos

Como é de praxe nos encontros entre os dois parceiros, Prof. Neiva forneceu para o Prof. Jacob uma membrana recém-lançada no mercado dos EUA. É uma membrana de lenta absorção (cerca de oito meses) que funciona, ao mesmo tempo, como barreira para enxertos ósseos e como enxerto gengival nos procedimentos de Regeneração Tecidual Guiada (RTG). Tal barreira não tem perspectiva de vinda para o Brasil, porém já está nas mãos do Prof. Jacob para a realização de pesquisas laboratoriais.

Jacob atua como Implantodontista em Piracicaba e é consultor científico da empresa Emfils de implantes dentários que é, hoje, uma das que mais investem em pesquisa no mundo. Ela possui um grupo de pesquisadores na Universidade de Nova York – NYU e, no Brasil, suas pesquisas estão sob a responsabilidade do Prof. Ricardo Jacob.

“Em resumo, minha intenção com este intercâmbio científico foi a de dar uma satisfação aos meus pacientes e aos meus colegas indicadores e mostrar que existe muita dedicação e suor por trás de todo o meu trabalho e que nada é por acaso. Tudo precisa e deve ser feito em seu tempo e respeitando a fisiologia e a resposta de cicatrização do corpo humano.”

Fonte: Dino