(51) 991.612.101

Setor de beleza, saúde e fitness tem crescimento de R$ 8 bi por ano

Preocupação com a saúde ajuda a manter o mercado em alta

Atualmente o mercado de produtos e serviços de saúde e bem-estar, está cada vez mais atraente e promissor. Cada vez mais comum, devido à busca de qualidade de vida, portanto, acabou influenciado o comportamento do consumidor.

Hoje a preocupação do brasileiro com o corpo e a beleza acaba impulsionando este mercado. Para ter uma ideia como mercado fitness está em alta, o PIB brasileiro atingiu a marca de R$ 67 bilhões (1,6%) em 2011. Segundo o relatório da Pluri Consultoria, em 2016 o crescimento foi de 22%, equivalente a 1,9% do PIB.

O país também é um dos maiores mercados de beleza do mundo, sendo primeiro em cirurgias plásticas e perfumaria, o segundo em cuidados com o cabelo e o terceiro em cosméticos.

Nos últimos anos o Brasil chamou atenção no crescimento de negócios voltados para a malhação. Com isto é o segundo maior mercado de academias em número de estabelecimentos, com quase 32.000 unidades, atrás apenas dos Estados Unidos, sendo o quarto em número de alunos (8 milhões) e o décimo em faturamento (2,4 bilhões de dólares), conforme IHRSA, Associação Internacional do Mundo Fitness.

A busca pela boa forma faz com que websites e blogs como o FitBeat também seja uma alternativa para quem busca informação sobre saúde, bem-estar, estética ou exercícios. Se a atividade física é indicada entre os médicos para melhorar a saúde do corpo, é válido encontrar informações confiáveis a respeito. Como proposta, a ideia é trazer informações inovadoras de forma didática para ajudar a estimular a atividade física e cuidado com a saúde.

Alimentação e bebida saudáveis movimentam R$ 93,6 bilhões

Com a correria do dia a dia, diversas pessoas não conseguem fazer refeições em casa e precisam comer fora. Devido a esta necessidade, muito tem preferência por uma alimentação saudável.

O número de pessoas obesas faz com que a alimentação saudável seja uma tendência mundial. Por isto, em 2016 o mercado brasileiro de alimentos e bebidas saudáveis atingiu R$ 93,6 bilhões em faturamento. Em todas as categorias o segmento de orgânicos teve um avanço de 18,5% nos últimos cinco anos. A previsão é que o mercado brasileiro de produtos saudáveis cresça anualmente 4,4% até 2021, conforme dados do Euromonitor Internacional.

Diante disso, se existe preocupação com o corpo e com a alimentação a beleza também tem espaço, contudo, nem mesmo a crise abalou o setor.

De acordo com relatório da Mintel Hair Care de 2016, revelou que 27% dos consumidores brasileiros estão interessados em produtos antienvelhecimentos e produtos para o cabelo.

No relatório foi apresentado que os clientes compravam produtos de maquiagem e embelezamento para unha. Entre os produtos 22% das mulheres que compram queriam informações sobre antienvelhecimento
Ainda de acordo com a Mintel, os produtos de beleza lançados no segundo semestre de 2015 obtiveram 19,4% de vendas, já em 2016 neste período, subiu para 35%.

Em busca deste posicionamento, websites como o BeauBit trazem a indústria da beleza e organiza os detalhes do setor. Como diferencial oferece informações de produtos e serviços especializados. Ainda apresenta técnicas e dicas sobre algumas tendências desse mercado. Ou seja, para quem deseja manter um visual completo e sem imperfeições, diversos conteúdos na internet oferecem informação de qualidade e atualizada.

Entretanto, mesmo em um cenário econômico adverso, de acordo com o SEBRAE salões de beleza e clínicas de estética no Brasil saltou 567% de 2010 a 2015, totalizando 482.455 empreendimentos.

Isto mostra como o brasileiro gosta de cuidar da aparência, fazendo com que seja terceiro nesse segmento, atrás apenas da China e dos Estados Unidos.

Todavia, beleza e estética precisam caminhar com saúde. Segundo a britânica Mintel Group, os cosméticos mostram um crescimento consistentes. Para o setor de cosméticos, a projeção é de alta de 10,2% ao ano até 2019, quando o mercado chegaria a R$ 107,3 bilhões.

Diante disso, o Brasil passa pelo efeito batom (usuário gasta com cuidados pessoais), principalmente pelos consumidores que sabem da importância de cuidar da pele.

No geral, a estimativa é que cada vez mais, estes segmentos fiquem em ascensão devido ao aumento na expectativa de vida, o incentivo aos esportes e melhores hábitos alimentares. Em vista disso, todos estes fatores contribuem para produtos e serviços de saúde e bem-estar.

Fontes
http://www.sebrae.com.br/sites/PortalSebrae/artigos/tendencias-para-o-mercado-de-beleza,65acae21e224f410VgnVCM1000004c00210aRCRD

https://g1.globo.com/sc/santa-catarina/sc-que-da-certo/noticia/saude-estetica-e-bem-estar-ajudam-a-manter-em-alta-o-mercado-fitness.ghtml

https://exame.abril.com.br/revista-exame/brasil-ja-e-um-dos-maiores-mercados-fitness-do-mundo/

http://certificdigital.com.br/o-crescimento-do-mercado-de-beleza-no-brasil-e-perspectivas-para-2017/

http://odia.ig.com.br/economia/2016-11-02/fitness-em-alta-busca-por-boa-forma-e-saude-mantem-academias-lotadas.html

http://economia.estadao.com.br/noticias/releases-ae,mercado-fitness-movimenta-mais-de-us-2-bilhoes-de-acordo-com-pesquisa,70001666907

http://dc.clicrbs.com.br/sc/noticias/noticia/2017/04/mercado-de-alimentacao-saudavel-deve-crescer-4-41-ao-ano-ate-2021-9775279.html

http://jcrs.uol.com.br/_conteudo/2017/04/cadernos/empresas_e_negocios/558630-setor-de-beleza-supera-a-crise.html

Fonte: Dino