(51) 991.612.101

Miss teen internacional se torna porta-voz de aplicativo sobre os Direitos das Crianças e dos Adolescentes

Intitulado de Perola, o aplicativo foi criado por um ex-conselheiro tutelar com a finalidade de apresentar um conteúdo didático. Nathalia Valente foi escolhida após trabalhos sociais com crianças na periferia de São Paulo

Em recente reportagem da BBC Brasil, no ano de 2016 foram feitas 15.707 denúncias ao Disque 100. Segundo dados do SUS, neste mesmo ano, 57% das vítimas que chegaram aos hospitais com sintomas de violência sexual tinham entre 0 e 14 anos e 13 mil foram atendidas.

“Crianças e adolescentes de até 14 anos são mais vulneráveis à ocorrência de estupro principalmente na esfera doméstica. Os autores da violência, na maioria das vezes, são familiares e pessoas conhecidas”, afirma a médica Fátima Marinho, da Secretaria de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde.

Seguindo a reportagem, se muitas vítimas adultas já não denunciam seus casos à polícia por medo de represálias ou de serem desacreditadas, as crianças estão ainda mais vulneráveis – e a chance de o problema nunca chegar às autoridades é maior, segundo especialistas. “É um trabalho de prevenção. Hoje em dia o Judiciário é visto como caminho de resolução de tudo, mas é preciso que o Executivo aplique a lei e haja uma rede de proteção às crianças para evitar que os crimes aconteçam”, afirmou o desembargador Eduardo Freitas Gouvea, da Coordenação de Infância e Juventude do Tribunal de Justiça de São Paulo.

Justamente pensando em ampliar essa rede protetiva para crianças e adolescentes, foi criado em janeiro de 2018, o Perola, uma ferramenta que apresenta o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) através de um aplicativo digital. Criado pelo ex-conselheiro tutelar Edinho Santana, a plataforma possui um conteúdo diversificado e com linguagem de fácil entendimento. Abuso – sexual, verbal, físico -, alienação parental, trabalho escravo, direitos fundamentais do ser humano em desenvolvimento são alguns dos tópicos encontrados no app.

E para ter uma voz ainda mais ativa entre os jovens, Edinho Santana convidou Nathalia Valente para ser a porta-voz do projeto. Moradora da cidade de Mogi das Cruzes, Edinho conheceu a jovem estudante de 15 anos, durante uma ação social do dia das crianças em outubro de 2017, na zona leste de São Paulo. “Eu recém tinha vencido um concurso de beleza nos Estados Unidos, e resolvi fazer uma tarde com algumas crianças do bairro. Meus pais e eu distribuímos roupas, brinquedos e muitos doces”, diz Nathalia, mencionando o concurso Cinderella of the World 2017, do qual venceu a categoria teen.

Para falar com propriedade sobre o assunto, a jovem miss já participou de dois eventos ligados aos Direitos das Crianças e dos Adolescentes; um deles no último dia 27 de abril, na Assembléia Legislativa de São Paulo, ao lado da cantora e deputada Leci Brandão.

Seus planos para os próximos meses incluem palestrar sobre o assunto aos estudantes. “Desde que comecei a participar de concursos de beleza, eu tenho sofrido bullyng. Acham que miss só pensa em maquiagem e desfilar. E um dos assuntos abordados no Perola é o bullyng. Eu quero mostrar aos jovens todos os direitos, mas também os deveres que temos perante a sociedade”.

Além do Perola, Nathalia Valente tem se dedicado à preparação para um novo concurso internacional em junho, no Caribe. Também grava vídeos semanalmente para seu canal no youtube, Profissão Miss.

O aplicativo Perola está disponível no sistema Android para downloads.

Website: http://www.fb.comissnathaliavalente

Fonte: Dino