(51) 991.612.101

Especialista explica como tratar a acne de forma natural e econômica

Tire todas as suas dúvidas sobre acne e veja qual o tratamento mais econômico e eficaz para o problema.

A acne é uma inflamação das glândulas sebáceas com pápulas (lesões sólidas, detectada a partir da superfície da pele), pústulas (lesões mais graves, causadas por germes e ocorrem em pápulas anteriores), cravos (ou pontos brancas e pretos) e cistos (cheios de pus).

A pele é o maior órgão de nosso corpo. Sua camada mais externa é chamada epiderme. A derme é a camada intermediária e contém importantes estruturas de suporte, como o colágeno. Daqui nascem os pelos e as glândulas sebáceas das quais se origina a acne, que são chamadas adequadamente de glândulas pilos sebáceas. Sob esses tecidos é o subcutâneo.

Cada pelo tem uma glândula que produz sebo, que é a gordura que torna a pele elástica e que a protege.
Se nossa pele produz excesso de sebo, ela se acumula na glândula. Por volta dos 10 a 12 anos de idade, a produção de sebo é maior, e é também o momento em que os problemas de acne explode.

Como se forma a acne?
O “poro” do qual o pelo emerge é preenchido com sebo e pequenos fragmentos de células epiteliais mortas. Fora do poro aparece um ponto branco.
Com a pressão do sebo por trás do ponto branco é formado o ponto preto (como se fosse uma tampa), por mais feios que sejam os “cravos” eles não causam as inflamações.
A famosa espinha é causada por bactérias juntamente com o sebo ela se acumula no canal do poro, rompendo a epiderme, por isso ocorre à inflamação (ou espinhas).
Se a inflamação não consegue encontrar uma saída, formam-se cistos ou nódulos.
A acne na adolescência afeta principalmente a região da testa e do nariz; acne adulta, por outro lado, a parte inferior do rosto, o pescoço e ombros ou de qualquer maneira todas as áreas onde há mais glândulas sebáceas.

O que causa acne?
As causas que causam o aparecimento de acne podem ser de origem e natureza diferentes. Entre estes encontramos:
Desequilíbrios hormonais: a glândula sebácea, em resposta aos hormônios masculinos (testosterona), presentes tanto em homens quanto em mulheres, produz um excesso de sebo. Isso não significa que haja um desequilíbrio hormonal, mas simplesmente a glândula sebácea “funciona” em excesso.
Predisposição genética: se pertencermos a uma família que sofre de acne, podemos preveni-la.
Causas bacterianas: a acne é favorecida por uma bactéria chamada Propionibacterium Acnes, que normalmente vive na pele em condições fisiológicas. Se os poros da pele estiverem entupidos, ela se multiplica e causa inflamação.

Onde está a solução?
A nutricionista recomenda que seja pensada a alimentação de quem sofre de Acne, Angela diz que as últimas pesquisas sobre o assunto mostram que uma dieta rica em alimentos com alto índice glicêmico pode promover o aparecimento da acne.
São esses alimentos: bebidas açucaradas, iogurte e sucos de frutas adoçados com quantidades industriais de sacarose, pão branco, produtos de pastelaria e doces variados, aumentam os níveis de insulina.

Assim como mencionado acima, entre as causas de espinhas está a atividade de algumas bactérias da pele, que se alimentam de sebo e liberam ácidos graxos livres.
Reduzir a presença de alimentos com alto índice glicêmico na dieta parece, portanto, uma estratégia válida para reduzir a gravidade das manifestações da acne. Não só isso há algum tempo sabemos que essa regra também protege do sobrepeso, obesidade, diabetes e hipertensão.

Para ter acesso a uma alimentação e listas de alimentos que evitam e causam a acne basta digitar “Acabando com a acne” de Angela Faustin em seu navegador.

Informações de Contato:
Nome: Dra. Angela Maria Faustin de Jesus – CRN-8 11109
E-mail: suporte@ganheisaude.com.br
Telefone e WhatsApp: (043) 99157-8675

Website: https://maniadetox.org/acne2/

Fonte: Dino