(51) 991.612.101

ABCRC lança série de vídeos para alertar sobre procedimentos da restauração capilar feitos por não médicos

A conduta visa informar a sociedade sobre o perigo que um transplante capilar mal feito pode trazer para a saúde e a autoestima do paciente

A queda de cabelos é um problema que preocupa homens e mulheres, e muitos não sabem onde encontrar um profissional adequado para realizar o tratamento correto. É sob o pretexto de o transplante capilar ser um procedimento pouco invasivo que cirurgias ilegais são constantemente realizadas por profissionais não médicos. Isso coloca a saúde do paciente em risco, além de caracterizar exercício ilegal da Medicina.

Por isso, a Associação Brasileira de Cirurgia da Restauração Capilar (ABCRC) lançou uma campanha em vídeo para alertar a população.

Os temas dos vídeos tratam da importância do especialista no processo e de como selecioná-lo, explica como funciona o transplante de barba e o de sobrancelhas, menos conhecidos da população, e alerta para as marqueteiras propagandas de cirurgias no exterior.

Conforme explica o Dr. Mauro Speranzini, presidente da ABCRC, para o tratamento capilar, o profissional deve dominar não apenas o transplante em si, mas também as opções de tratamento clínico, compreender a evolução da calvície e seu impacto em longo prazo. “É preciso tomar cuidado com propagandas feitas por pessoas despreparadas e não habilitadas. Médicos sérios não fazem anúncios sensacionalistas, prometendo tudo o que o paciente quer ouvir”, afirma.

Na internet, são frequentes as propagandas de procedimentos cirúrgicos capilares realizados em outros países, oferecendo cirurgias atreladas a passeios turísticos, hospedagem e passagens de avião tendo como grande atrativo o preço baixo. “Porém, são recorrentes os casos de clínicas que não têm condições higiênicas adequadas e, frequentemente, as cirurgias são realizadas por técnicos sem formação médica. Como consequência, o paciente pode ter destruição de sua área doadora dos fios e cicatrizes irreversíveis”, alerta Dr. Speranzini.

Os vídeos podem ser acessados no canal do YouTube da ABCRC – http://bit.ly/YouTubeABCRC. A entidade também tem perfis nas redes sociais, onde informa e mantém a comunicação com a população em geral:

– Facebook: www.facebook.com/transplantedecabelonobrasil/;
– Instagram: www.instagram.com/transplantedecabelonobrasil/.

Fundada em 2003, a ABCRC é uma associação que reúne exclusivamente dermatologistas e cirurgiões plásticos com título de especialista, e representa o Brasil em todas as entidades importantes da especialidade.

Website: http://www.abcrc.com.br

Fonte: Dino