(51) 991.612.101

Pop-socket: um modismo que pode causar danos se não for usado de maneira correta

Ortopedista ensina como usar esse tipo de acessório para celular que virou febre entre os jovens 

Cabeça baixa, olhar fixo no celular e os dedos deslizando sobre a tela. A cena que fez sucesso no seriado Black Mirror se repete no dia a dia de milhares de pessoas que acessam a internet e as redes sociais. Pelo celular, são mais de 100 milhões de brasileiros, segundo o último levantamento feito pelo IBGE, a maioria jovens que ficam em média 4 horas e 40 minutos online, diariamente. Esse uso excessivo do celular está causando danos à saúde que já começam a aparecer nas estatísticas. 15% dos jovens até 16 anos já relatam dores na região lombar e cervical, chegando a apresentar inchaço em músculos e articulações do pescoço, braços e mãos.

De acordo com o ortopedista da Clínica Pró-Movimento, em São Paulo, Dr. Maurício Marteleto, se o usuário não se der conta da forma e do tempo de uso, que não deve exceder 2 a 4 horas diárias com intervalos regulares de repouso, pode produzir lesões ainda mais graves. “O uso de aparelhos na cama no momento de dormir por exemplo, pode representar para determinadas pessoas o aparecimento de insônia, dor de cabeça, tendinites e de problemas crônicos de origem ergonômica”, alerta ortopedista.

Os problemas mais comuns com o uso constante do celular são: dores no pescoço, nas mãos, nos dedos, nos ombros, no punho e também o aparecimento de papadas e rugas. Computadores, celulares e tablets podem causar problemas graves que chegam a se tornar irreversíveis com o passar do tempo. Muitos deles estão relacionados à postura adquirida na utilização desses aparelhos ao longo dos anos.

O uso maciço dos aparelhos estimula o surgimento de acessórios que costumam atrair o interesse do consumidor. Uma das mais recentes novidades do mercado é o pop-socket, um acessório colocado na parte de trás do celular, muito utilizado para facilitar o manuseio das mãos na hora de tirar as selfies.  Mas até esse tipo de acessório pode ser prejudicial quando usado de maneira inadequada. ”Se o usuário utilizar o pop-socket em uma postura semelhante à que utiliza o aparelho sem o pop-socket, pode não haver vantagens se o assunto é evitar lesões e inflamações do aparelho locomotor pelo uso de celulares e tablets”, avalia o médico.

Segundo o Dr. Maurício, o pop-socket deve ser usado da mesma forma que fazemos ao observar o visor de um relógio. “A mão deve estar pronada, e o aparelho colocado no dorso da mão (assim como o visor de um relógio no dorso do punho). O aparelho ficaria preso entre o segundo e o terceiro dedos da mão esquerda e o touch screen liberado para digitação da mão contralateral”, ensina o ortopedista.

Website: http://www.mauriciomarteleto.com.br   

Fonte: Dino