(51) 991.612.101

Popularização da internet e de smartphones gera inovação em aplicativos que oferecem serviço delivery

Pioneira no ramo, startup aposta em aplicativo que leva o barbeiro até o cliente.

Não é todo mundo que quer sair de casa para comer uma boa refeição no fim de semana. Ver um filme em um serviço de streaming e pedir o jantar nos aplicativos de delivery está se tornando cada vez mais uma rotina entre os brasileiros. Segundo a ABRASEL, a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes, o crescimento do faturamento com base no número de pedidos via aplicativos é superior a 12% ao ano. Uma marca notável. Os novos hábitos na rotina do cidadão médio exigem cada vez mais economia de seu tempo, e pouca coisa na conturbada vida das cidades parece mais tentadora do que o conforto do lar.

Essas mudanças atingem também todas as pontas do processo produtivo. Uma gigante varejista como a Amazon, por exemplo, especializada em vendas online, anunciou este ano a intenção de comprar a PillPack, uma farmácia especializada em entregas delivery. Já no Canadá, a UberEats aposta na parceria com a empresa Cineplex, conjugando os serviços de entrega de comida e de assinatura de filmes por streaming.

A diversificação mais radical, no entanto, parece estar com as startups. Foi pensando nesse cenário que um grupo de empresários cariocas decidiram apostar em um novo ramo, criando um serviço de corte de cabelo e barba que pode ser requisitado em casa. Trata-se de um aplicativo de celular. Através do iMustache, o cliente pode agendar o serviço, avaliar barbeiros e até mesmo requisitar o atendimento para grandes grupos em eventos, reuniões e festas.

Segundo o website (www.imustache.com.br) da startup, a empresa parece investir em uma série de benefícios semelhantes aos de quem acessa outros tipos de serviço delivery: a comodidade de não sair de casa, a economia referente ao deslocamento até a barbearia, a segurança de profissionais rigidamente cadastrados e avaliados e a agilidade. A iMustache promete o fim das filas de espera pelo serviço. O aplicativo começou a funcionar no primeiro semestre de 2018 e está disponível no GooglePlay e na AppStore.

Ainda estamos por sentir o impacto total na transformação da vida diante da popularização dos smartphones e da conexão permanente com a internet. Segundo o IBGE, 63.6% dos brasileiros já possuem acesso à internet, sendo que a grande maioria dos usuários, 60.3%, usa o smartphone. Os dados acompanham o crescimento de redes públicas de Wi-Fi no país: já em 2015, segundo o IBGE, eram 1457 prefeituras que disponibilizavam o acesso. Hoje, o Brasil já é o quarto país com maior número absoluto de usuários de Internet, perdendo apenas para os Estados Unidos, a Índia e a China.

Website: http://www.imustache.com.br

Fonte: Dino