(51) 991.612.101

Brasil conta com 33 mil academias. Mercado fitness, mesmo próspero, exige conveniência e criatividade de quem quer empreender

Empresa carioca de eletroestimulação investe em tecnologia para treinos de força personalizados que duram apenas 20 minutos em seus estúdios. Bodypulse planeja investimento de R$10 milhões nos próximos dois anos, além da abertura de franquias.

O brasileiro está imerso na onda fitness, o que abre espaço para todo tipo de inovação em equipamentos, vestuário, alimentação e serviços. A busca pela boa forma se reflete na economia: o país é o 2º maior no segmento de academia, atrás apenas dos EUA. Por aqui, já são mais de 33 mil estabelecimentos dedicados à atividade física em funcionamento, de acordo com a ACAD. São mais de 8 milhões de alunos matriculados, o que gera uma receita de US$ 2,5 bilhões. O objetivo agora é sair do lugar comum e agregar conveniência ao treino. 

Dentro deste universo, as opções atendem todas as tribos e bolsos. Existem as academias com grife, como Body Tech e Cia Athletica, que investem em estruturas de luxo e abraçam clientes dispostos a desembolsar um tíquete médio mais alto. Do outro lado da balança, a rede Smart Fit aposta em um sistema com unidades espalhadas em diversos pontos, com uma tabela de preços em que malhar custa mais barato do que a assinatura de TV à cabo.  

Apesar de se mostrar um filão de mercado atrativo, quem resolve empreender neste segmento esbarra em um desafio – conquistar a assiduidade do aluno. O impulso de se matricular em uma academia reflete a vontade de sair do sedentarismo e um modelo idealizado de qualidade de vida, popularizado pelos digital influencers. Para fazer da atividade física uma rotina, é necessário mais do que este impulso inicial.

Na prática, apenas 3,7% dos alunos permanecem treinando após um ano de matrícula. “As academias lotadas, a necessidade de revezar equipamentos, as atividades repetitivas, a demora para perceber resultados e a falta de atenção dos professores estão entre as principais queixas de quem desiste da rotina de malhação”, aponta Wallace Baracho, profissional de educação física da Bodypulse.

Diversificar, investir em nicho, reduzir tempo, agregar tecnologia e mimos ao treino tem sido a arma de empresas como a Bodypulse, que iniciam suas operações, na concorrência por um lugar ao sol. O studio se empenha em encantar o aluno desde o primeiro contato. A começar pela aparência que em nada lembra uma academia tradicional. Na recepção, café expresso e revistas para aguardar a avaliação do profissional de educação física. A decoração clean conta com piso de madeira para deixar tudo mais aconchegante. A estrutura traz ainda vestiários que lembram os de boutiques e banheiros dignos de um hotel com direito itens de perfumaria. A play-list combina rock, MPB e música clássica, mas sempre pode ser personalizada pelo aluno.  

“ São 20 minutos de treino semanal que trabalham mais de 300 músculos sendo um excelente treino de força. A economia de tempo e otimização de resultados, que aparecem mais rápido do que em treinos tradicionais, faz a nossa tecnologia ideal para a rotina corrida dos grandes centros”, avalia Leonardo Souza, sócio da Bodypulse.  

A empresa que adota a tecnologia de eletroestimulação em seus dois estúdios, localizados na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, tem um plano orgânico de expansão que visa a abertura de suas duas primeiras unidades em São Paulo ainda para o primeiro semestre de 2019. Além de outras 20 unidades próprias, nos próximos dois anos, com investimento de R$ 10 milhões.

“A tecnologia de eletroestimulação ainda está conquistando seu espaço no Brasil, o que nos abre possibilidades enormes de expansão. Na Alemanha, por exemplo, a marca pioneira deste tipo de treino conta com operações espalhadas por todo país, sendo 50 unidades apenas no sudeste ”, diz Leonardo Souza, sócio da Bodypulse.

A formatação do modelo de negócios da Bodypulse foi pensada para ser facilmente replicada e já mira na abertura para franqueados com expansão para outros estados do sudeste. Mas tudo sem perder a identidade de atendimento personalizado. De acordo com a Associação Brasileira de Franchising, há mais de 6.000 franquias relacionadas à vida saudável em atividade.

Website: http://www.bodypulse.com.br

Fonte: Dino