(51) 991.612.101

Efeito sanfona: o que é e como reverter

Endocrinologista explica o problema e dá dicas para o emagrecimento definitivo

Sabe aquela sensação de estagnação na perda de peso, após ter perdido alguns quilos a mais? É o que chamamos de efeito platô: aquela sensação de oscilar entre ganho e perda de peso o tempo todo, o famoso efeito sanfona.

Isso tudo é real e não é por acaso. Pode ser uma resposta metabólica do seu corpo.

“Nosso corpo tem um sensor, como se fosse uma balança interna, que detecta alterações de peso e, a partir disso, quando emagrecemos, nosso hipotálamo (a área do cérebro que controla o apetite, o gasto energético e o peso) tenta de toda forma, voltar a um peso anterior.Por isso é tão difícil a manutenção do peso perdido numa maioria das vezes”, explica a endocrinologista e clínica geral Dra Julians Garcia Dias, que tem seu consultório no Rio de Janeiro.

E afinal, como conseguir o emagrecimento definitivo?
A médica apresenta algumas dicas que podem ser implementadas na rotina:

1- A reeducação alimentar deve ser mantida. “Por isso fuja das dietas muito restritas sem planejamento a longo prazo. Fuja das permissões excessivas e faça uma dieta que te dê prazer e seja possível de manter”, afirma Dra. Juliana.

2- Mantenha atividade física regular. Pode começar com algo leve, mas é importante ir aumentando a intensidade e mudando o tipo de estímulo. Isso garante um bom metabolismo.

3- Invista em fontes de fibras e proteínas, evitando carboidrato simples e açúcar. Para que assim não entre em ciclo vicioso de fome e consiga ter mais saciedade e reduzir as porções.

4- Invista em ganho de massa magra. Quanto mais músculo, melhor o metabolismo e menor a chance de novo ganho de peso.

5- Não deixe de lado o seu sono, é importante dormir com qualidade para equilibrar os hormônios e controlar a fome e saciedade.

6- Lembre-se de beber água. Hidratação é uma forma de eliminarmos toxinas do corpo e manter o bom metabolismo.

7- Equilibre seus hormônios. A avaliação hormonal pode ser importante para garantir os resultados.

8- Em alguns casos, o uso de medicamento para equilibrar o hipotálamo e os sinalizadores de fome e saciedade pode ser necessário e válido, desde que feito da forma correta com acompanhamento do endocrinologista.

“É fundamental a orientação médica realizada pessoalmente em consultórios antes, durante e depois desses passos”, reforça Dra. Juliana.

Fonte: Dra. Juliana Garcia, Endocrinologista e Clínica Geral
Membro titular Sociedade Brasileira em Endocrinologia e Metabologia.
Membro da Endocrine Society. Médica especialista em Clínica Geral no CREMERJ, RQE 21784
Médica especialista em Endocrinologia no CREMERJ , RQE 22895
Atua em consultório no RJ na Barra da Tijuca e Tijuca. Investe em constante atualização em cursos e congressos a nível nacional e internacional.
Instagram @drajulianagarciad.

Fonte: Dino