(51) 991.612.101

Influenciadora digital investe na filha de 3 anos

Leydi Paranhos investiu nas mídias sociais para tornar sua filha de apenas três anos, em uma influencer, ultrapassando a marca de um milhão de seguidores.

Os influenciadores digitais usam sua reputação em sites, blogs e redes sociais para alavancar produtos, serviços e eventos tanto na internet quanto fora dela. Hoje em dia, os influenciadores digitais acabam sendo tão ou mais importantes que a própria propaganda. Segundo a Nielsen, 84% dos consumidores tomam decisão com base nas opiniões de fontes confiáveis.
 
Com a ideia de alavancar produtos, de registrar momentos e de mostrar o dia a dia da pequena Lara, Leydi Paranhos criou sua filha desde o primeiro momento para brilhar sob os holofotes. Com uma carreira sólida e também fazendo trabalhos relacionados à internet, Leydiane ficou conhecida nas redes sociais como a personagem “viajada” que aparecia constantemente nos stories do apelidado “rei do Instagram”, Carlinhos Maia. 

Por ter criado sua filha no mundo das celebridades, já com certa influência, Lara se sobressaiu. A menina de apenas três anos, alcançou a marca de 1,1 milhão no Instagram (@diadalara). Procurada para publicações e divulgações de marcas, os pais monitoram e fazem a assessoria de imprensa para a menina, que já usa as redes sociais como forma de trabalho, além de relatar o seu dia a dia, que pode ser conferido através de seu feed ou dos stories diários. 

Por ter conquistado certo público, Leydi e o marido criaram um canal no YouTube para Lara, onde postam vídeos, com certo humor, para o público infantil e infantojuvenil, com isso, já foi chamada para participar de séries de televisão e programas nacionais. “O difícil é conciliar sua nova rotina às atividades corriqueiras e mantê-las feliz e leve”, conta a mãe.

Com isso, os pais de Lara contam que tomam cuidado para deixá-la a vontade e que tudo é elaborado cuidadosamente, para que exista tranquilidade e segurança. Como é uma mini blogger, acreditam num mundo moderno mas frisam a importância de deixá-la ser criança e zelam por sua imagem, mesmo que pública.

Fonte: Dino